O que as instituições dizem da importância desta solução

Introdução

Page subtitle

As entidades da economia social como cooperativas, associações mutualistas, fundações, misericórdias, instituições particulares de solidariedade social (IPSS) e outras integradas no setor cooperativo e social, fornecem diariamente refeições a variados grupos da população, nomeadamente idosos, crianças e a cidadãos socioeconomicamente vulneráveis. Queremos ajudar a criar sustentabilidade a estas instituições que combatem a fome nas linhas da frente deste problema em Portugal.

Vamos dar visibilidade a quem quer ajudar

Somos o elo de ligação entre soluções reais e problemas atuais.

Alguns fatores que se calhar desconhece

Em Portugal, de acordo com um estudo conduzido pela DGS – Estudo InfoFamília – estima-se que 1 em cada 14 famílias portuguesas pode não consumir alimentos suficientes devido a fatores de origem económica

Um em cada três portugueses está em risco de insegurança alimentar - Estudo elaborado pela Direção-Geral da Saúde aponta que 33,7% dos cidadãos não sabem se têm condições para pagar comida. Residentes no Alentejo, Açores e Algarve admitem mais dificuldades.

Conheça o problema

Capture.JPG

Vamos dar visibilidade a quem quer ajudar

Vamos dar visibilidade a quem quer ajudar

Vamos dar visibilidade a quem quer ajudar

EQUIPE

I'm a paragraph. Click here to add your own text and edit me. It’s easy. Just click “Edit Text” or double click me to add your own content and make changes to the font. 

Read More